segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Canoagem na Ribeira de Seda

O Núcleo Regional de Portalegre da Quercus, vai organizar, em parceria com o Centro Cultural de Figueira e Barros e o Município de Avis, no próximo dia 27 de Agosto, uma descida em canoa e kayak, na Ribeira de Seda, em Avis.

Esta descida terá início na descarga da Barragem do Maranhão, e terminará junto à ponte de acesso à povoação de Cabeção (Ponte da Ordem). O percurso será de nível médio/baixo, com uma duração de cerca de 3,5 horas, e decorrerá por locais de grande interesse paisagístico e ambiental.

Serão realizadas actividades de observação de fauna e flora, assim como abordadas temáticas relacionadas com a educação ambiental.

Durante o percurso existirá uma presença permanente de elementos da organização, estando a concentração de início da actividade marcada para as 8.00h, junto ao Clube Náutico de Avis.

As inscrições, gratuitas, estão abertas a todos os interessados até ao dia 26/8/16 (12.00 horas), sendo as mesmas limitadas ao número máximo de embarcações existentes. A inscrição inclui o seguro e o material mínimo indispensável à realização da actividade (embarcação, pagaia e colete).

Para mais informações, ou inscrições, devem contactar pelos e-mails: portalegre@quercus.pt //quercus.portalegre@gmail.com ou Telefones: 96 010 70 80 // 93 778 84 74), sendo que para efeitos de inscrição devem enviar nome completo, data de nascimento, número de documento de identificação e contacto telefónico directo.


domingo, 21 de agosto de 2016

V Workshops de Identificação e Anilhagem Científica

Nos dias 3 e 4 de Setembro vai decorrer o quinto de doze workshops de identificação e anilhagem científica, que o Núcleo regional da Quercus de Castelo Branco irá desenvolver ao longo do ano.

Esta atividade terá lugar no Monte Barata em Monforte da Beira e será orientada pelo ornitólogo Carlos Pacheco.
Os participantes terão a oportunidade de conhecer a biodiversidade da zona, em particular das aves ao interagir em todo o processo de anilhagem de aves,em particular na montagem de redes japonesas, e revisão das mesmas a cada 30 minutos, assim como a identificação das espécies, sexagem, idade, condição corporal e recolha de biometrias.

GRÁTIS PARA SÓCIOS DA QUERCUS
TRINTA EUROS PARA NÃO SÓCIOS - PODE REALIZAR A SUA INSCRIÇÃO DE SÓCIO PREVIAMENTE A ATIVIDADE
A INSCRIÇÂO CONTEMPLA ALOJAMENTO
INSCRIÇÕES: CASTELOBRANCO@QUERCUS.PT



Petição SALVE AS ÁRVORES DO PARQUE MUNICIPAL


Para: Sr.(a) Munícipe;

Preserve as árvores do parque municipal da Guarda!
Não as deixe ABATER!

- A Câmara Municipal da Guarda prepara-se para, já em Setembro, iniciar a requalificação do parque municipal. Conhece o projecto que a sua Câmara prevê para o seu parque - uma área despida e deserta?

- Essa requalificação prevê, o abate de mais de uma dúzia de árvores em redor do lago e a substituição do pavimento dos caminhos de saibro pela betonilha (lages de cimento).

- As árvores a abater têm dezenas de anos e não têm qualquer problema fitossanitário (doença) que justifique o seu abate. A justificação é então criar uma clareira para que haja mais sol no parque e a substituição do pavimento é apenas para que ”não se sujem os sapatos”.

- No entanto, sabemos que o parque é procurado fundamentalmente por quem valoriza e necessita de áreas de sombra e de prática desportiva em solos com menor impacto articular – por exemplo, crianças em tempos de ATL e pessoas que diariamente praticam desporto.

- Sabemos também que as altas temperaturas do Verão são cada vez mais uma constante e o cimento não é um piso adequado.
Assim, parece-nos que esta intervenção é totalmente desarrazoada.

- As árvores são seres vivos que regulam a temperatura, filtram a poluição, são o habitat de animais, protegem o solo, fornecem oxigénio e beleza natural e são insubstituíveis;
-
EXIJA UMA GESTÃO DE QUALIDADE, POR PARTE DA CM GUARDA

DEFENDA O PARQUE!

DEFENDA AS ÁRVORES! 

Quercus e os CTT lançaram a 3.ª edição do projeto “Uma Árvore pela Floresta”

A Quercus e os CTT lançaram a 3.ª edição do projeto “Uma Árvore pela Floresta”, uma campanha nacional de enorme sucesso que, em plena época de incêndios, pretende contribuir para a reflorestação dos bosques nacionais mais afetados por este flagelo.
Com a ajuda dos portugueses foram já plantadas quase 7 mil árvores de espécies autóctones mais resistentes à propagação dos incêndios, mas também mais aptas a amenizar o clima, promover a biodiversidade e proteger a nossa paisagem, a água e os solos. No total, ao longo das duas edições da campanha, quase 5 milhões de portugueses tomaram contacto com a iniciativa e foram sensibilizados para a importância da biodiversidade e dos incêndios florestais.
Em 2016, a campanha “Uma Árvore pela Floresta” foi também reconhecida na última edição dos Green Project Awards com a atribuição do 1º prémio na categoria “Iniciativa de Mobilização”. Para contribuir para o projeto, basta que qualquer pessoa se dirija até ao dia 30 de novembro a uma das 320 lojas CTT aderentes e ofereça uma árvore, com o custo de 3 euros, valor que reverte totalmente para os custos do projeto, não havendo qualquer limite ao número de árvores que podem ser apadrinhadas. Por cada uma das doações dos portugueses, uma árvore será depois plantada pela Quercus em áreas classificadas do Norte e Centro de Portugal.

No momento da compra, é entregue um pequeno kit ao comprador, composto por uma “árvore” em cartão reciclado e um código. Esta “árvore” de cartão serve de lembrança e pode ser oferecida. O código serve para registar a árvore que a Quercus irá plantar até à Primavera de 2017, identificar a espécie e o local de plantação, bem como para consultar a evolução durante 5 anos do bosque onde foi instalada. E tudo isso pode ser feito em:http://umaarvorepelafloresta.quercus.pt.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Caminhada na Faia Brava 13 de Agosto


Não perca a oportunidade de conhecer a Reserva da Faia Brava, um espaço para a Natureza e também para si!
Participe nesta atividade GRATUITA , conheça o trabalho que está a ser desenvolvido, desfrute de uma paisagem única e de um apetitoso piquenique.
Inscrições e mais informações através do e-mail : geral@atnatureza .org, através do número : 914678375, ou através das fichas de inscrição no Café o Escondidinho em Algodres ou na Barraca junto à Torre de Vilar de Amargo.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

VIII MARATONA TERRAS DO CÔA

BTT-XCM CAMPEONATO REGIONAL DA BEIRA INTERIOR
02-OUT-2016

ABERTURA DE INSCRIÇÕES dia 15 de AGOSTO


Silvática - Despertar Sentidos

Micro-Festival de Terapia da Floresta e Conhecimento da Natureza
O que propomos são quatro dias em regime de pensão completa no Retiro da Fraguinha, onde de manhã e de tarde haverá atividades propostas de Terapia da Floresta e de Conhecimento da Natureza. O número de dias mínimo para este evento é de 3 dias (o festival completo são 4 dias).


Shinrin-Yoku ou Terapia da Floresta
A Terapia da Floresta é diferente de qualquer caminhada na natureza que tenha experimentado antes; nela, concentramos os nossos sentidos para desenvolver uma conexão com a natureza e usaremos várias atividades sensoriais para aprofundar a nossa relação com a floresta. Caminharemos de uma forma descontraída e calma em forma de passeio terapêutico com muitos benefícios comprovados para a saúde. Em 4 dias de prática, os benefícios serão visíveis, já que aqueles que se dedicam habitualmente a esta prática sentem-na muito mais profundamente.
O festival está aberto as famílias, mencionar que a actividade de Shinrin-Yoku é para maiores de 12 anos, pelo que os mais pequenos poderiam desfrutar das oficinas.
Conhecimento da Natureza
Com esta atividade pretendemos aprofundar o conhecimento da natureza, dando a conhecer as plantas e cogumelos comestíveis e medicinais e as histórias naturais dos seres que nos rodeiam. Todos seremos convidados de forragear, aprendendo a distinguir algumas plantas que podem ser usadas no nosso dia-a-dia como alimento, muitas deles com propriedades medicinais e curativas. As histórias naturais de espécies raras e comuns serão contadas no seu habitat natural, em passeios inesquecíveis pelo cimo da serra.
O Silvática é uma iniciativa conjunta do Shinrin-Yoku Portugal, Macromia e Retiro da Fraguinha. Mais info: 929173020, pmpereira@gmail.com (Conhecimento da Natureza) ou 966050168, terapiadafloresta@gmail.com (Shinrin-Yoku)
A Macromia é Reconhecida pelo ICNF. RNAAT Nº 305/2016, Turismo de Portugal. A Shinrin-Yoku (GESSCA) Portugal é Reconhecida pelo ICNF. RNAAT N.º 876/2016

O preço inclui as atividades propostas, alimentação, estadia em tenda no retiro da fraguinha e seguro. Cada participante terá de levar a sua tenda.
Programa diário*
9:00 Pequeno Almoço
10:00 Grupo um - Shinrin-Yoku; Grupo dois – Oficina de plantas comestíveis e medicinais
13:00 Almoço
14:30 Sesta
16:00 Grupo dois – Shinrin-Yoku; Grupo um – Passeio pela natureza (histórias naturais)
19:00 Música na floresta
20:00 Jantar
*No segundo dia os grupos trocam

Inscrições aqui.

sábado, 6 de agosto de 2016

SEJA PRUDENTE! O USO DE MAQUINARIA NO MEIO RURAL E FLORESTAL PODE PROVOCAR INCÊNDIOS!

SEJA PRUDENTE! O USO DE MAQUINARIA NO MEIO RURAL E FLORESTAL PODE PROVOCAR INCÊNDIOS!
Nos últimos anos tem-se verificado um aumento dos incêndios associados à utilização de máquinas e equipamentos agrícolas e florestais.
Siga as seguintes recomendações de segurança:

Presidente CD IFAP e Ministro da Agricultura
  • Evite trabalhar nos dias com temperaturas elevadas bem como durante as horas de maior calor;
  • Nos dias de risco de incêndio máximo evite trabalhos com recurso a motorroçadoras, corta-matos, destroçadores e grades de disco nos espaços florestais.
  • Evite o contacto das alfaias e das ferramentas de corte com pedras e arames (por exemplo, as vedações).
  • Limpe os óleos e poeiras das correntes das máquinas.
  • Faça o abastecimento de combustível com as máquinas desligadas e a frio e em locais com pouca vegetação.
Tenha em atenção que durante o Período Crítico (de 1 de julho a 30 de setembro) é obrigatório o uso de dispositivo de retenção de fagulhas no uso de maquinaria, dispositivo tapa-chamas no tubo de escape e que estejam equipados com um ou dois extintores de 6 kg, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10.000 kg. As coimas podem ir até 60.000 EUR.
Para mais informação o folheto informativo das Maquinaria e Equipamento do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, em www.icnf.pt.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

seminários participativos "revisão dos prof"

Caso não consigo visualizar a nossa newsletter, aceda:
Ver esta newsletter no seu browser
Website
Website
Facebook
Facebook

seminários participativos "revisão dos prof"

2  e 9 de agosto de 2016


No âmbito do processo de revisão dos PROF - Programas Regionais de Ordenamento Florestal, o ICNF está a organizar os seguintes seminários participativos:

2 de Agosto, Lousã (COTF), 14:30
PROF Centro Litoral e Centro Interior
9 de Agosto, Évora (CCDR), 14:30
PROF Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve

Para mais informações  e proceder à sua inscrição clique aqui.

VISITA a Central e Centro de Recolha de Biomassa


No seguimento da ENERTECH Sabugal 2016, a AMCF proporciona VISITA a Central e Centro de Recolha de Biomassa
Quer ver como funciona uma Central Termoelétrica a Biomassa Florestal?
Quer ver um Centro de Recolha de Biomassa Florestal?
Quer comprovar como a Biomassa pode ser uma fonte de riqueza para um território?
Quer antecipar o que poderá ser o FUTURO no Sabugal com as Centrais de Biomassa do Fundão e de Belmonte a funcionar em pleno?
Então inscreva-se e venha daí


Concurso Para Diretor Executivo da SPEA



O cargo de Diretor Executivo tem como principal objectivo a gestão eficiente da SPEA, utilizando os meios humanos e materiais disponíveis, garantindo a execução dos planos estratégicos e de atividades. O titular deste cargo deve ainda assegurar o pleno cumprimento da Estratégia plurianual da SPEA, atualmente definida para o período 2013-2017, e a integração das atividades da SPEA em políticas da BirdLife International. Deve supervisionar as ações e projetos em colaboração com os coordenadores de departamentos e projetos, e zelar pela sustentabilidade da organização a longo prazo.


PRÉMIO FLORESTA E SUSTENTABILIDADE - 1ª EDIÇÃO, 2016

PRÉMIO FLORESTA E SUSTENTABILIDADE - 1ª EDIÇÃO, 2016
vinha
Encontram-se abertas as candidaturas ao Prémio Floresta e Sustentabilidade - Edição 2016.
O Prémio Floresta e Sustentabilidade é um prémio bienal que tem como objetivo reconhecer e distinguir projetos sustentáveis e inovadores que atuem na área dos recursos florestais, sendo pela primeira vez promovido pela CELPA, em parceria com o Correio da Manhã e o Jornal de Negócios, contando ainda com o apoio técnico da PwC e o Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.
Os interessados podem candidatar-se até 31 de outubro às categorias Sustentabilidade Florestal, Boas Práticas de Silvicultura e Projetos de I&D e Associativismo.
O Regulamento e os questionários estão disponíveis em: www.premiofloresta.cmjornal.xl.pt.

Bosque de Alimentos do Mediterrâneo

Um bosque de alimentos é um jardim produtivo de alimentos baseado num sistema natural. É constituído por árvores de fruto, arbustos de fruto, herbáceas, vegetais perenes, cogumelos, trepadeiras, etc. Poderá ter qualquer dimensão desde o pequeno terreno urbano até a uma zona rural de grandes dimensões.
Este curso ensina a cultivar, frutos, nozes, flores, vegetais e cogumelos num bosque comestível altamente produtivo, com pouca manutenção criando um ecossistema natural.




Formulário de inscrição; http://goo.gl/forms/fKOfdySmGtlRgzCD2

Investimento:70€

inclui: 

-Construção e manutenção de um bosque de alimentos

- Colheita, produtividade e outras funções de um bosque comestível
- Agro-ecologia
- Espécies vegetais adequadas ao nosso clima
- Canteiros mistos ( plantas), com cobertura ( palha)
- Sementeiras | Recolha e conservação de sementes | Quevra de dormencia de especies vegetais
- Bio-fertilizantes | Adubação verde
- Design funcional
-Plantação, manutenção e regras básicas para cultivo de frutos
-Regeneração solos


e mais;

- Refeições vegetarianas
- Possibilidade de passeio no trilho para a cascata onde podemos mergulhar e nadar, passeio no penedo do lexim ou granja dos Serrões
- Paisagens exuberantes do Oeste
- Ambiente familiar e acolhedor
- Círculos na fogueira, musica, alegria e amor
- Estadia em regime de campismo
-Mercado Solidário

Existe a possibilidade de trazeres os teus produtos para vender desde que respeitem os princípios; ecológicos, artesanais, naturais, integrais, orgânicos, etc.
15%do valor das vendas é direccionado para o projecto Aldeia do Vale.

Incêndios em Manteigas afectam áreas importantes do Parque Natural da Serra da Estrela Reserva Biogenética em risco

incendio manteigas
























A Quercus está preocupada com os incêndios que ocorrem desde ontem em Manteigas, junto do vale glaciar do Zêzere, dada a importância ecológica desta área em pleno Parque Natural da Serra da Estrela.

O primeiro incêndio teve início ontem ao início da tarde em S. Pedro de Manteigas, junto à Vila de Manteigas e terá afectado uma área de cerca de 200 hectares de floresta dominada por pinhal com carvalhos alvarinhos, no limite da Reserva Biogenética do Conselho da Europa. Apesar do incêndio ter sido dominado durante a madrugada, o grande perímetro da área ardida e o relevo acidentado, causa preocupação devido ao risco de reacendimentos, pelo que deverá manter-se uma vigilância activa dos operacionais no terreno.

A Quercus está a desenvolver o projecto Life Taxus também em áreas do vale glaciar do Zêzere, com o objectivo de recuperar o habitat prioritário 9580* - Florestas mediterrânicas de Taxus baccata, no único local onde ocorrem teixos na Serra da Estrela. As medidas de gestão implementadas também ajudam a defender do fogo as áreas de teixo, contudo, considera-se fundamental que qualquer reacendimento seja prontamente combatido para o fogo não alastrar para as áreas prioritárias de conservação.

Actualmente continua activo um outro incêndio que deflagrou hoje de manhã junto a Sameiro, a jusante de Manteigas, que está a destruir uma área florestal também no Parque Natural e Sítio de Importância Comunitária da Serra da Estrela.

Estas ocorrências vêm referidas como estando a acontecer em “mato” pela Autoridade Nacional de Protecção Civil, contudo, são efectivamente em áreas florestais com povoamentos, mesmo que também incidam sobre áreas de mato, situação que parece ser recorrente para desvalorizar os impactes dos incêndios.

Devido à importância dos valores ameaçados nesta área protegida, a Quercus apela às autoridades competentes, nomeadamente ao Comando Nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, em articulação com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, para alocar meios aéreos e terrestres no sentido de evitar reacendimentos e a propagação dos incêndios.

O último grande incêndio no vale glaciar do Zêzere, ocorreu no Verão de 2005, tendo destruído milhares de hectares do Parque Natural da Serra da Estrela. A Quercus espera que a coordenação das operações integre as entidades que melhor conhecem o terreno para se evitarem problemas maiores.

Lisboa, 31 de Julho de 2016

A Direção Nacional da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza

domingo, 31 de julho de 2016

Desinfeção do Solo e Plantas Infestantes – Truques e Dicas















































Módulo da Manhã (10h00 – 13h00):

Desinfeção do solo antes do cultivo - Antes de preparar um terreno para cultivo é muito importante desinfetar o solo para prevenir várias doenças e ao mesmo tempo incorporar nutrientes fundamentais para o desenvolvimento das plantas.

Neste workshop ficará a conhecer algumas técnicas de desinfeção do solo para cultivo.


Módulo da Tarde (14h00 – 17h00):

Conhecer e utilizar as plantas infestantes - As ervas daninhas não têm só aspetos negativos! Se as conhecermos bem podemos encontrar formas de as utilizar.
Sabia por exemplo que as Beldroegas são ricas em vitaminas e ómega 3 e podem ser consumidas em saladas e sopas?


Dia – 24 de Setembro de 2016

Local – Quinta da Gruta - Maia

Custo*: 18€ sócios/23€ não sócios
* Inclui certificado e documentação. Caso pretenda frequentar apenas um dos módulos este terá um custo de 15€ sócios e 18€ não sócios. Grupos com mais de 3 elementos pagam o valor de sócio.

Dia Mundial dos Vigilantes da Natureza – 31 de Julho

Quercus apela à contratação de mais Vigilantes da Natureza e à valorização da carreira
 


Quercus associa-se à APGVN - Associação Portuguesa de Guardas e Vigilantes da Natureza


guardaf

































No dia 31 de Julho, comemora-se o Dia Mundial dos Vigilantes da Natureza. Conhecido como World Ranger Day, este dia é ainda pouco conhecido em Portugal.
O objetivo da data é homenagear o trabalho de todos os vigilantes da natureza de todo o mundo, na conservação da flora e fauna selvagem. Este dia foi celebrado pela primeira vez em 2007 pelo 15º aniversário da IRF. Em Portugal atribui-se ao Serviço Nacional de Parques, Reservas e Património Paisagístico, a responsabilidade de criação e gestão de um Corpo de Vigilantes da Natureza.
A Quercus considera que estes profissionais são fundamentais para a proteção da Natureza devido ao seu conhecimento do terreno e dos habitats, e apela ao governo melhores condições e mais contratação de profissionais para esta área.
A falta de vigilantes da natureza deixa muitos milhares de hectares de áreas protegidas sem fiscalização e existem áreas com mais de 26 mil hectares entregues a apenas um vigilante da natureza.
A Quercus lembra que, além da fiscalização das construções ilegais, é aos vigilantes da natureza que compete impedir o abate ilegal de árvores, controlar as actividades de caça e pesca e monitorizar algumas espécies protegidas, pelo que é urgente uma maior contratação nesta área.
A Quercus e a Associação Nacional de Guardas e Vigilantes da Natureza estão a preparar um protocolo de colaboração mútua para criar sinergias em ações de conservação da Natureza e que será assinado no decorrer de 2017.

Lisboa, 31 de Julho de 2016

A Direção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Workshop - Técnicas de Engenharia Natural

No âmbito do protocolo de parceria com o município de Santarém, informamos que estão abertas as inscrições para o Workshop Técnicas de Eng. Natural, a realizar no dia 21 e 22 de Outubro.
Mais informações através do email: geral@ecosalix.pt


sábado, 30 de julho de 2016

COMUNICADO DE IMPRENSA


29 de Julho de 2016

Incêndio lavra na reserva integral do Ramiscal no Parque Nacional da Peneda-Gerês
Um dos últimos carvalhais com azevinhos arbóreos do Parque Nacional


A Quercus alerta para um incêndio que está a afetar a reserva integral do Ramiscal, situada na freguesia de Cabreiro, concelho de Arcos de Valdevez em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.
O incêndio teve início ontem à noite e está ainda a decorrer nesta área de elevada importância ecológica e diversidade biológica do Sítio de Importância Comunitária das Serras de Peneda-Gerês.
A Mata do Ramiscal é uma rica floresta de carvalho alvarinho e azevinhos onde ainda habitam os lobos, as águias reais, os corços, as cabras pirenaica, os gatos bravos e muitas outras espécies selvagens.

Falta de prevenção crónica provocam a destruição dos valores naturais do Parque Nacional ano após ano.
Infelizmente, a falta de ações de prevenção e o abandono crescente das áreas protegidas fazem com que o Parque Nacional da Peneda-Gerês seja pasto das chamas ano após ano.
A Quercus apela aos cidadãos para que não permitam qua a banalização dos fogos de Verão impeça a proteção eficaz dos locais de Portugal de maior riqueza biológica como é neste caso. Muito dificilmente encontraremos um local de maior diversidade e riqueza natural no nosso país.

Quercus apela ao reforço de meios
Dada a importância dos valores ameaçados de extinção nesta área protegida, a Quercus apela às autoridades, nomeadamente ao Comando Nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil para alocar meios aéreos e terrestres no sentido de evitar a propagação do incêndio e de o extinguir o mais depressa possível.
Este incêndio ameaça os mais importantes valores naturais de Portugal, no nosso único Parque Nacional, pelo que o reforço de meios para o seu combate deve ser prioritário.
Em 2006, uma situação semelhante alastrou para a zona do Mezio provocando graves prejuízos e colocando em perigo pessoas e habitações.
Lisboa, 29 de Julho de 2016
A Direção Nacional da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
_______________________________________________________________________
Para mais informações contactar:
Domingos Patacho, Coordenador do Grupo de Trabalho de Florestas da Quercus – 937 515 218
João Branco, Presidente da Direção Nacional da Quercus – 93 778 84 72

Plantas – Multiplicação e Características


Módulo da Manhã (10h00 – 13h00):

Multiplicação de plantas - Aprenda a multiplicar as plantas para a sua horta ou  jardim, através de várias técnicas.
Venha aprender a fazer estacaria, sementeira, divisão de bolbos, rizomas...


Módulo da Tarde (14h00 – 17h00):
Germinados, Microverdes e folhas baby -Saiba o que são e quais as suas características. Aprenda também como podem ser cultivados e quais as formas mais práticas e saborosas de os consumir.


Dia – 08 de Outubro de 2016

Local – Quinta da Gruta - Maia

Custo*: 18€ sócios/23€ não sócios
* Inclui certificado e documentação. Caso pretenda frequentar apenas um dos módulos este terá um custo de 15€ sócios e 18€ não sócios. Grupos com mais de 3 elementos pagam o valor de sócio.

Inscrições através do email: porto@quercus.pt

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Projeto 24 - Planta Lourinhã

Mais do que um "Gosto" o importante é enviar um sms!! E basta enviar até Domingo um SMS, gratuito, para o 4343 com a frase: OPL24 [nº de identidade] [data de nascimento AAAAMMDD] para ajudarmos a que um novo viveiro de flora autóctone nasça na Lourinhã!
No âmbito do Orçamento Participativo promovido pala autarquia da Lourinhã, um dos projectos candidatos é o da Planta Lourinhã: criar um viveiro de planta autóctones para reflorestação e renaturalização de áreas degradadas! A participação está aberta a todos os cidadãos nacionais não sendo necessário residir no concelho!
Um sms e contribuímos para que mais uma boa iniciativa, como o Projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto , possa nascer na Região Oeste! Mais informações aqui:http://bit.ly/2adZKap ou aqui:http://orcamentoparticipativo.cm-lourinha.pt/…/574c1ebfdc52…
Partilha esta publicação para que este seja o projecto ganhador !!



sábado, 23 de julho de 2016

I Encontro Cinegético Solidário

Uma vez mais a APBC colabora em parceria com outras entidades na organizacão do I Encontro Cinegético Solidário. 
Contámos com a vossa generosa colaboração.




seminário "revisão dos prof" vila real, 27 de julho de 2016


 
No âmbito do processo de revisão dos PROF - Planos Regionais de Ordenamento Florestal, o ICNF está a organizar o seminário participativo "Revisão dos PROF". Este evento decorrerá no Anfiteatro do Departamento Florestal da UTAD, com início às 14h30 do próximo dia 27 de Julho.
Para mais informações  e proceder à sua inscrição clique aqui.

Encontre esta e outras notícias em www.centropinus.org

FORMAÇÃO INICIAÇÃO À APICULTURA | 30 E 31 DE Julho

Formadora: Filipa Almeida | ApiJardins
Inscreva-se através do seguinte link:


Inauguração da exposição do Desafio "Como resolver o problema dos incêndios florestais?"

Realiza-se na próxima segunda-feira, dia 25/07, a inauguração da exposição do Desafio "Como resolver o problema dos incêndios florestais?" que o Núcleo Regional da Guarda em parceria com o ICNF e com o apoio da empresa Gesflopor promoveram este ano letivo.
A exposição pode ser visitada até final do mês de agosto nas instalações do Instituto Português do Desporto e da Juventude da Guarda.


sexta-feira, 22 de julho de 2016

InovTerra promove workshop sobre a colheita da baga do sabugueiro



A baga de sabugueiro vai estar em grande destaque já no próximo dia 6 de Agosto, em Tarouca, com a realização de um workshop. Organizado pela Associação InovTerra, o workshop da colheita da baga do sabugueiro pretende dar a conhecer uma cultura com elevado potencial, que se assume cada vez mais como uma forte e válida alternativa às culturas tradicionais.

Com início agendado para as 9 horas, os participantes têm a oportunidade de colher baga e conhecer as várias formas de acondicionamento da baga de sabugueiro. Durante a tarde, todos os intervenientes vão ter a oportunidade de visitar vários pontos de interesse cultural e da produção da baga existente no município de Tarouca e na região.

O Almoço está incluído na inscrição.

Para mais informações e inscrição, os interessados podem enviar e-mail para tecnico.inovterra@gmail.com ou entrar em contacto para 967 918 569.