sexta-feira, 20 de março de 2020

Terceira jornada de plantação



por Cabeço Santo
Esta foi mais uma jornada com boa adesão de repetentes e de novos voluntários, num dia com sabor a Primavera, para dar continuidade à plantação de arbustos autóctones (adernos, lentiscos, murtas, folhados).
O local seleccionado foi desta vez a área do Lousadelo, junto à represa de rega de Belazaima, uma área em início de reconversão, onde já se realizou uma sementeira de bolotas.
Depois da indispensável formação inicial, a equipa lançou-se ao trabalho, tratando de encontrar os locais mais adequados, fertilizar devidamente as plantas e terminar com um bom acabamento, isto, é, uma bem-feita caldeirinha de retenção de água. Como é habitual, o trabalho mais pesado (picareta) ficou para os voluntários mais fortes e robustos, embora todos a tenham experimentado, pelo menos para testar forças...
2
Voluntários em acção, entre rebentos secos de eucalipto.

3
Mmm... que árvore deve ser plantada aqui?!

1
Desta vez um folhado

4
Lá em baixo as águas da represa. Ao centro o encontro do Vale nº 1 com o ribeiro

Com boa organização no terreno, privilegiando o  progresso ao longo das linhas de nível, as coisas avançaram, e as laranjas do Feridouro ajudaram...
6
Claro, há sempre tempo para observações. Aqui uma cila-de-uma-folha (Scilla monophyllos)

6a
Agora um animal. Ena! Parece do tempo dos dinossauros! O que será?

8
Esta é provavelmente um dente-de-leão na sua fase de frutificação

9
Um pequeno réptil

5
E os trabalhos continuam

O almoço foi em forma de piquenique, e no próprio local para não desperdiçar energias!
À tarde os voluntários esforçaram-se por "despachar" o stock de plantas disponível, o que só por muito pouco não foi conseguido. Mas tinha sido um excelente esforço!
7
A represa vista cá de baixo

10
A equipa do dia, já com falta de um voluntário

Os nossos agradecimentos a todos pelo contributo em nome da Natureza e da Associação Cabeço Santo.
Obrigado pela partilha de fotos do Paulo Vinagre e Abel Barreto.
Pela equipa da ACS,
Jorge Morais e Paulo Domingues

Nenhum comentário:

Postar um comentário